BLOG

Aqui contaremos mais sobre nossas experiências, atividades, incômodos, pensamentos...

Buscar
  • msbitucas

Por Carlos Luiz de Souza, Canal "Coisas de Souza".

O lixo deixado nas ruas acaba indo para os rios, lagoas e mares, poluindo esses meios. Produzimos na atualidade muitos resíduos, isso é fato, e o descarte inadequado é um desperdício; além disso, esses materiais podem ser criadouros de mosquitos vetores de doenças (exemplo, Aedes Aegypti). O lixo nas ruas demonstra a falta da consciência ambiental.

Encaminhar para os locais corretos de reciclagem é uma forma de preservar nosso planeta (nossa casa) com o reaproveitamento desses resíduos (reciclagem).

Carlos Souza relata: “Fazendo minhas caminhadas todos os dias de manhã, próximo ao meu bairro em Bauru (SP), observei que há muito lixo nas ruas, como: sacola de plástico, embalagens de plástico ou papel, carteiras de cigarros, embalagens (PETs), copos, pratos descartáveis de vários tamanhos, máscaras descartáveis, papéis com propagandas do comércio ou dos candidatos da última eleição, e diversos outros materiais possíveis de reciclagem. Daí, surgiu-me a ideia de coletá-los, primeiro para limpar as ruas onde eu transitava todos os dias, e ao mesmo tempo dar um bom exemplo às outras pessoas. Depois de um tempo passei a coletar também as bitucas de cigarro, incentivado pelo pessoal do Blog - Por um Mundo Sem Bitucas, (Natália Zafra Goettlicher), que também vinha ao encontro dos meus objetivos”.

Além de fazer sua parte, Souza também faz um convite: “Vamos livrar as ruas de prováveis criadouros de mosquitos que transmitem várias doenças, além de ficar muito mais limpas. Também quero incentivar mais pessoas a fazerem o mesmo em suas ruas, bairros, cidades e países do nosso planeta Terra, continuando esta corrente do BEM”.

Pensando nisso, Coisas do Souza, Grupo de Pesquisas LINEAR e Mundo Sem Bitucas estão promovendo iniciativas para reduzir o descarte inadequado de lixo.


Carlos Luiz de Souza, “Coisas do Souza” – Canal no Youtube e Facebook

Bauru, 01 dezembro de 2020 – Ano da Covid 19.


Parceria Grupo de Pesquisas Avançadas em Inteligência Artificial no setor Agroflorestal (LINEAR – Flávia Luize Pereira de Souza, Mateus de Campos Leme, e Ivan Moroz) e Mundo Sem Bitucas (Natália Zafra Goettlicher).


Este outro vídeo foi realizado e enviado pelo Souza como foram de relatar a quantidade de bitucas e maços/embalagens dos cigarros, que tem coletado em apenas 20 minutos de caminhada por dia em seu bairro.

Resultados

- Vídeo 01: Nos dias 25 e 26/11/2021 foram 93 bitucas de cigarro e 04 maços/embalagens de cigarro;

- Vídeo 02: No dia 27/11/2021 foram coletadas 145 bitucas de cigarro e 14 maços/embalagens de cigarro.


Por tanto, há muitos resíduos do pós-consumo do cigarro em nossas cidades brasileiras e precisamos mudar esta realidade o quanto antes!

Nossa sugestão nem é precisar de alguém para "catar" estes resíduos do chão e, sim, o próprio fumante não descartar no chão seu resto de cigarro. Esta mudança comportamental, já seria um enorme avanço, além de que pode ajudar na redução dos danos ambientais e dos gastos públicos com varrição pública.

Você já pensou que bom seria ter nossas cidades limpas e ainda economizar dinheiro?!


Vamos juntos e juntas #PorUmMundoSemBitucas =)


Saiba mais sobre o projeto Mundo SEM Bitucas pelos links a seguir:

Site Institucional: https://www.mundosembitucas.com/

Blog MSB: https://www.mundosembitucas.com/blog

Facebook: https://www.facebook.com/mundosembitucas/

Instagram: https://www.instagram.com/mundosembitucas/

11 visualizações0 comentário
  • msbitucas

Atualizado: 2 de jun. de 2021

Junte-se a nós e ajude a mapear os pontos de descarte inadequado de bitucas de cigarro e outros resíduos do pós-consumo do cigarro em sua cidade!

Link para acessar ao Projeto de Ciência Cidadã #PorUmMundoSemBitucas pela Plataforma Anecdata: https://www.anecdata.org/projects/view/907


Entenda como participar seguindo o passo a passo a seguir:

1. Faça o download do aplicativo Anecdata em seu dispositivo celular;

2. Após a instalação do aplicativo, cadastre seu perfil com login e senha;

3. Faça o login;

4. Na interface inicial clique na lupa para pesquisar o projeto e digite "Por Um Mundo Sem Bitucas";

5. Após a localização do projeto, clique em "join project" (Junte-se ao projeto);

6. Ao juntar-se ao projeto você torna-se um membro e pode começar a fazer as observações, quando estiver em um espaço público ou privado com descarte inadequado de resíduos pós-consumo do cigarro como bitucas de cigarro, embalagens de maço de cigarro, isqueiros e fósforos;

7. Para iniciar uma observação, clique em "Nova Observação";

8. Selecione o local. Importante dizer que o aplicativo faz a geolocalização automaticamente, então você apenas precisa confirmar se ele encontrou o local exato;

9. Preenchimento da data e da hora local;

10. Em "Debris item", selecionar qual o tipo de resíduo ("Debris Type"). No nosso caso será "Smoking-Related"; selecione o botão "Mais" e acrescente o tipo exato do resíduo como "cigarettes + Filters", "Cigars + Cigar Tips", "Electronic Cigarette Parts", "Lighters" ou "Tobacco Pacaging";

11. Ainda no tópico "Debris item", selecionar "Count", que seria a quantidade de resíduos encontrados deste mesmo tipo clicando em "+";

12. Acrescente um breve comentário sobre o resíduo encontrado e o espaço;

13. Selecione "Adicione uma foto", esta foto tem que ser real do espaço onde foi observado o descarte inadequado (pode ser foto tirada naquele momento ao vivo ou outra que você tirou antes e está apenas concluindo o cadastro);

14. Opcional: adicionar uma nota;

15. Finalize a observação selecionando o botão "Save".


Acesse nosso vídeo tutorial:

Nosso objetivo é conseguir encontrar um padrão de descarte, para que possamos encontrar uma melhor alternativa para resolver este problema e todos os impactos socioambientais provocados por este comportamento. Exemplo instalando melhor infraestrutura local, desenvolvimento de intervenções e campanhas educativas, além de melhores políticas públicas e publicações acadêmicas.


Gostou do nosso projeto em busca de cidades mais limpas e livres de resíduos pós-consumo do cigarro?! Compartilhe com sua rede de amigos e ajude-nos a mapear o maior número possível de pontos de descarte inadequado em território nacional =)


Acesse este link e tenha acesso ao conteúdo de divulgação para compartilhar com seus amigos: https://drive.google.com/drive/folders/1GTVSwrlLrsp-Y0_Q2KqSk9mqOTZBv2gU?usp=sharing


Premiação do desafio:

No dia 01/07/2021, faremos o levantamento dos dados e o participante que mapear o maior número de observações com "pontos viciados" de resíduos pós-consumo do cigarro em sua cidade, irá receber um KIT #PorUmMundoSemBitucas diretamente do MSB. Fiquem ligados e valendo ;)


Ficou com dúvida ou tem algum feedback para nós?!

Contate-nos pelo e-mail msbitucas@gmail.com

Estamos abertos para conversamos e sempre melhor estarmos juntos buscando melhorias para um processo participativo, mais amigável e leve.


Saiba mais sobre o projeto Mundo SEM Bitucas pelos links a seguir:

Site Institucional: https://www.mundosembitucas.com/

Blog MSB: https://www.mundosembitucas.com/blog

Facebook: https://www.facebook.com/mundosembitucas/

Instagram: https://www.instagram.com/mundosembitucas/


Saiba mais sobre o Grupo de Pesquisa Avançada em Inteligência Artificial no setor Agroglorestal, LINEAR - UNESP:

Instagram: linear.inteligencia

Facebook: @linear.inteligencia

E-mail: linear.inteligencia@gmail.com

61 visualizações0 comentário
  • msbitucas

Atualizado: 15 de jul. de 2021

Por Erica Alves, Técnica em Meio Ambiente pela ETEC Martinho Di Ciero, Itu (SP).

Sabe quando você anda pelas ruas e se depara com alguns resíduos jogados pelo chão? Tenho toda certeza que isto já aconteceu com você muitas vezes.

No ano de 2009 quando fui colaboradora de um Parque no município de Itu, era comum durante a limpeza, me deparar com centenas de bitucas de cigarro que acabavam indo para os bueiros durante a lavagem do local, assim como caiam nos tanques de pesca e durante o trabalho chegávamos até comentar que eram tantas que seriam tão bom se pudessem ser recicladas.

Trabalhei por um longo período neste parque e todos os dias a cena era a mesma, após alguns anos de trabalho ao me desligar da empresa fui em busca de aprendizado e iniciei o curso de Técnico em Meio Ambiente na Etec Martinho Di Ciero em Itu (SP). Costumo dizer que não escolhi fazer Meio Ambiente, algo que aconteceu por um acaso na minha vida...Mal sabia que a minha missão estava apenas começando!!!

Fui escolhida pela mãe natureza, para fazer parte desta luta em prol ao Meio Ambiente e fui

me apaixonado dia a dia. Fui entendendo o motivo pelo qual de estar ali. Os sinais que recebia durante minha vida não eram claros para mim...mas, tudo foi se juntando e fazendo sentido.

Após matriculada no curso em fase de escolher o tema para conclusão do mesmo, optei por

escolher as Bitucas. Um tema nunca citado naquela instituição, decidi desde o primeiro bate papo em sala de aula que falaria sobre elas e iniciei as pesquisas. Fui percebendo então o quão grande eram as problemáticas relacionado as bitucas e que atos cotidianos que fizeram parte da minha vida de fumante, foram sendo modificados dia a dia...Já não me sentia mais confortável em jogar uma bituca pelas ruas, cada dia que me aprofundava mais no assunto, percebia que seria necessário me doar, me doar pelo coletivo. Me doar pelo planeta que me dá tanto e não me pede nada em troca. Então, nada mais justo do que zelar por ele por todas gerações que ainda estão por vir.

O simples fato de jogar uma bituca pelas ruas, acaba causando um efeito em cadeia com enormes impactos ambientais. Talvez imperceptíveis, para uma população que não tem tempo para olhar a sua volta. Alguns devem pensar, tanta coisa para se preocupar e você quer que eu de importância a uma simples bituca?! Pois bem, levando em conta a quantidade de cigarros fumados por dia e nas bitucas descartadas de forma inadequada o problema acaba sendo bem maior do que possam imaginar.

Os estudos mostram que a bituca não sendo biodegradável pode levar até mais de 5 anos para se decompor, acabam se acumulando em bueiros e causando entupimentos e até mesmo enchentes, e toda esta água ao retornar para os rios voltam contaminadas por todo resíduo das bituca, aonde uma das substâncias é o arsênio, o qual além de contaminar a água e o solo, causa a morte de aves, peixes e alguns outros animais, que podem confundi-las como alimento e acabam tendo a insuficiência do seu trato digestivo. Uma situação triste demais, saber que mesmo sem noção nenhuma acabamos sendo responsáveis por muitas mortes...

E o que dizer dos incêndios em época de estiagem, quando as bitucas sendo descartadas ainda acesas acabam se encontrando com uma vegetação seca em estradas rurais ou beira de rodovias, cada animal morto por confundir uma bituca como alimento, cada alagamento causado na minha cidade e incêndios acontecidos, tinham minha parcela de culpa, assim como contém a culpa de todos aqueles que fumam e de forma inconsciente fazem o descarte

inadequado.

Ao perceber a falta de conhecimento da população Ituana sobre o assunto criamos o projeto GAIA SEM BITUCA, aonde buscamos levar a população um pouco de conscientização ambiental, mostrando a consequência que pequenos atos podem ter num futuro nem tão longe. E dia a dia vamos nos juntando a outras pessoas que possuem a mesma preocupação, nos tornando o elo de uma corrente, que esperamos que não tenha um fim, procurando falar sobre o assunto a outras pessoas que também possam ter seus hábitos modificados.

Hoje ao retornar a empresa que um dia me “mostrou as bitucas no chão”, vejo que eles também puderam enxergar essa problemática e implantaram no local, algumas caixas coletoras, as quais por mês são recolhidas 10kg de bitucas evitando, assim que as mesmas venham causar um impacto ambiental.

Que tal, você também olhar com carinho para a sua volta?? Mudar sua rotina e das pessoas

que estão ao seu entorno, falando sobre a problemática e as soluções cabíveis...Que tal, fazer pela mãe natureza tudo que ela faz por você???

Precisamos despertar e entender que se desejamos uma mudança para o mundo, devemos

ser essa mudança que ele precisa!!!


Saiba mais sobre o projeto Mundo SEM Bitucas pelos links a seguir:

Site Institucional: https://www.mundosembitucas.com/

Blog MSB: https://www.mundosembitucas.com/blog

Facebook: https://www.facebook.com/mundosembitucas/

Instagram: https://www.instagram.com/mundosembitucas/

59 visualizações0 comentário