Buscar
  • msbitucas

#BitucaNoChãoNão

Atualizado: Jan 16

Por Janes Rocha - Jornalista e mestranda do Programa de Sustentabilidade EACH-USP.


No dia 3 de fevereiro participei com outros 23 voluntários do mutirão de limpeza da praia do Boqueirão, em Santos, litoral de SP, promovido pelo Movimento Mundo Sem Bitucas (MSB). O MSB foi fundado pela amiga Natália Goettlicher, uma jovem liderança que, assim como todos que estavam ali naquele domingão chuvoso, compartilha a vontade de lutar pela defesa do meio ambiente e pela preservação do planeta Terra, nossa única casa.

O resultado da nossa ação foi a coleta de 3,2 mil bitucas em 50 minutos.

Não é preciso dizer o quanto fumar faz mal à saúde, todo mundo está cansado de saber. Mas o MSB não é contra os fumantes: é contra que se jogue bitucas no chão. As bitucas de cigarros têm mais de quatro mil componentes químicos, a maioria altamente tóxica. Atiradas ao chão, elas são arrastadas para os bueiros, entram para redes de esgotos, vão parar em rios, mares e estômagos dos animais.

Naquele dia, no Boqueirão, aproveitamos para coletar outros resíduos recicláveis como latas de alumínio, garrafas PET, tampas de plástico e lacres de latas para doar a uma das cooperativas de catadores locais. E além destes materiais, encontramos e coletamos muita coisa, principalmente pedaços de embalagem de sorvete, sachês de mostarda, lacres de garrafas plástica, de lata de alumínio. Também é absurda a quantidade de isqueiros, tampas de garrafa (lata e plástico), pedaços de isopor, pedaços de brinquedos, embalagem de salgadinho e tubinhos de cocaína - tipo tampa de caneta de plástico, com fecho.

O principal parceiro do MSB nessa ação foi o Daniel Frank Tomás. Ele cedeu a barraca azul onde nos abrigamos da chuva e guardamos nossos pertences, e nos orientou pelo Boqueirão. Daniel tem um projeto sensacional chamado Surf Limpeza que dá meia hora de aula de stand up paddle para quem coletar um baldinho de resíduos jogados na praia - uma proposta que encanta e engaja, principalmente as crianças.

Essa é a nossa segunda ação, já fizemos uma no vão do MASP em dezembro. Eu que sou ex-fumante (no ano que vem completo uma década livre do vício) nunca tinha reparado na quantidade imensa de bitucas atiradas no piso. Durante a atividade, procuramos informar as pessoas e pedimos, na boa, que elas joguem as bitucas no lixo.

"Ah, mas não tem lata de lixo por toda parte". Que tal levar na bolsa uma embalagem vazia de qualquer coisa? tipo aquelas de fio dental ou de pastilhas, pomadas ou fermento. Terminou de fumar, apaga, guarda dentro dessa embalagem, bota na bolsa/o, quando chegar em casa, ou no cesto de lixo mais próximo, esvazia. Simples! Não requer prática, nem habilidade.

O MSB é uma entidade sem fins lucrativos, uma startup que precisa de apoio para se manter. Quem quiser conhecer mais, participar e ajudar, faça contato pela página do movimento no Facebook.


Links:

Artigo publicado no Linkedin:

https://www.linkedin.com/post/edit/bitucanoch%25C3%25A3on%25C3%25A3o-janes-rocha

Página do Surf Limpeza: https://www.facebook.com/surflimpeza/


8 visualizações

Assine nossa newsletter e fique por dentro!

CONTATO

T: (11) 2368-8510

F: (14) 99722-4254

E: msbitucas@gmail.com